sexta-feira, 23 de novembro de 2012

Dia de São Martinho



Um dia que passou nas minhas férias e que este ano não “comemorei” foi o dia 11 de Novembro, o dia de São Martinho, o seu Verão e as maravilhosas castanhas quentinhas. Cruas, piladas (secas), assadas, ou cozidas com erva-doce (que adoro) fazem as delícias de todos. A tradição recomenda ainda que se acompanhem as castanhas com água



Curiosidades
A castanha que comemos não é o “fruto”, mas a semente do ouriço (o fruto do castanheiro).

Embora se trate de uma semente tem menos percentagem de gordura que as nozes e muito mais amido, ou seja, hidratos de carbono. Esta característica permite que as castanhas tenham outro peso na confecção de alguns pratos, como é o caso de sopas, purés, assados, compotas, entre muitos outros.
As castanhas são ricas em Vitamina C e uma excelente fonte de Potássio. São ainda ricas em água e pobres em Sódio.

Cozidas ou assadas, as castanhas fazem desde sempre parte de um grupo de alimentos muito populares. O seu aproveitamento remonta desde a Pré-História, onde já na altura, em períodos que havia pouco pão, se comiam castanhas para compensar a ausência do mesmo.

Como descascar
Existem várias formas de descascar as castanhas. Partilho com vocês algumas das que conheço:

- Tira-se a casca exterior da castanha em cru. Colocam-se em água fervente durante 2 ou 3 minutos. Ainda quentes, retira-se-lhes a pele.

- A melhor forma de descascar castanhas é começar por fazer um corte n o fundo em forma de cruz. De seguida, colocam-se as castanhas durante 15 minutos em água bastante quente.
Escorrem-se as castanhas, e depois colocam-se no forno pré-aquecido a 180º. A casca começa a ficar curva e as castanhas não se queimam por dentro. Descascam-se de imediato (ainda quentes).
Cuidado para não queimar as mãos. Este é um dos truques das avozinhas, mas que resulta na perfeição. (Há quem siga este processo, mas em vez de levar as castanhas ao forno, fritam-se muito ligeiramente em azeite ou banha (sem que esteja muito quente)

Como conservar
As castanhas devem ser conservadas em locais frescos e secos e sem recurso a sacos de plástico. Se foram guardados dentro dos sacos têm mais tendência a ganhar bolor e a ficar estragadas.

   Como congelar
    Comer castanhas fora de época sabe sempre bem. Por isso a melhor maneira de termos sempre       castanhas prontas a consumir é congelá-las, e o processo é bem simples.
     Começa-se por tirar a pele das castanhas e escaldam-se durante um minuto em água a ferver. De seguida passam-se por água fria e depois enxugam-se bem com a ajuda de um pano, guardam-se em sacos de plástico e guardam-se no congelador.
     Simples, fácil e muito mais barato!











Sem comentários:

Publicar um comentário